Brasil eliminado de novo nas quartas de final

A Seleção Brasileira foi eliminada da Copa do Mundo nesta sexta, no jogo de quartas-de-final disputado em Porto Elizabeth. A Holanda venceu, de virada, por 2 tentos a 1 e novamente o Brasil, como na Copa anterior, ficou fora das semifinais.

Time brasileiro começou bem e marcou o seu gol aos 9 minutos, num lançamento longo de Felipe Melo para Robinho, que bateu de primeira na saída do goleiro holandês. Outras chances surgiram, mas o Brasil preferia tocar a bola em sua defesa esperando a hora do contrataque.

No segundo tempo a Holanda voltou com muita disposição e empatou aos 10 minutos, num chute de longe de Sneijder, com a bola tocando em Felipe Melo, que se enrolava com o goleiro Júlio César e desviava para o fundo da rede.

O Brasil sentiu o golpe e a força do adversário, que começou a aparecer na segunda etapa. A virada aconteceu aos 22 minutos com Sneijder, recebendo cruzamento de Kuyt. Aos 28, Felipe Melo, um dos jogadores mais violentos da Copa, recebeu cartão vermelho por uma agressão a Robben. A Seleção perdia a cabeça e o jogo e, consequentemente, a sua classificação para as semifinais.

O árbitro japonês Yuichi Nishimura se mostrou muito fraco e teve que ouvir muitas reclamações dos jogadores. Errou ao dar cartão amarelo para Michel Bastos e errou de novo quando poderia dar outro amarelo para ele no segundo tempo (seria o vermelho) e não mostrou. Porém, não teve influência no resultado da partida. A Holanda mereceu a vitória.

Brasil: Júlio César, Máicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos (Gilberto); Gilberto Silva, Felipe Melo, Daniel Alves e Kaká; Robinho e Luís Fabiano (Nilmar). Treinador: Dunga.

Cartão Vermelho: Felipe Melo (Brasil)

Por: Adamar Gomes

3 ideias sobre “Brasil eliminado de novo nas quartas de final

  1. As recentes declarações do ex-jogador holandês, o craque Johan Cruyff, repercutiu muito depois do confronto entre Brasil e Holanda. Em entrevista ao jornal britânico “Daily Mirror”, Cruyff disse “que jamais pagaria um ingresso para ver um jogo da Seleção Brasileira”, criticando severamente a falta de criatividade do time de Dunga e falta de talentos na equipe:

    “O Brasil tem jogadores de talento, mas que jogam de forma defensiva e pouco interessante. Isto é uma vergonha para o público e para o torneio, porque é uma equipe que a torcida quer ver jogando bem”.

    “Quando falamos em Brasil pensamos em jogadores como Pelé, Gérson, Tostão, Falcão, Zico ou Sócrates… Agora temos o contrário, com Gilberto Silva, Lúcio, Felipe Melo, Michel Bastos, Luiz Fabiano e Julio Baptista”.

    “Onde está a magia brasileira? Posso entender porque Dunga escolheu alguns jogadores, mas onde está o talento no meio-campo? O Brasil precisa jogar com mais intensidade, com mais criatividade, porque seus jogadores são especiais”.

    Holanda 2 x 1 Brasil – o aviso fora dado antes, pena que o Dunga não ouviu.

  2. Na derrota, a CULPADA foi da bola que era redonda, milimétrica, esférica e o Brasil não tinha quem a controlasse bem.
    A Holanda teve ROBBEN, SNEIJDER, a bola e um Treinador que conhece futebol e foi preparado por 8 anos para ser treinador; e o Brasil uma IMPRENSA que acha o KAKÁ um gênio; L. FABIANO, um extra-terrestre; ROBINHO, um Pelé; JÚLIO CÉSAR, o melhor do mundo; MAICON, o fora-de-série…
    A resposta é que são MEDÍOCRES e a gente que acompanha o futebol europeu sabia disso: enquanto a Holanda enfrentava a Alemanha, a Espanha, a Argentina, o Uruguai, os EUA, Gana, Egito e outros, o Brasil enfrentava e goleava a Tailândia, a Andorra, o Qatar, a China, a Tanzânia, EAU, Zimbábue…
    Isso, sim, faz a diferença, aliás uma enorme diferença.
    E que a FIFA continue a colocar o Brasil na liderança de seu fajuto ranking.
    E SALVE A HOLANDA, o melhor futebol do mundo (derrotou a “melhor seleção do mundo desde 1982” segundo a imprensa brasileira – via Galvão, Neto, Luciano, Júnior, Casagrande, Falcão e outros).
    Em 2014, com certeza, teremos mais um VEXAME, se não se mudar a mentalidade do futebol brasileiro. E mesmo não querendo, até 11.07.10, a ITÁLIA é o melhor futebol do mundo, depois da Holanda, e apesar do “vergonha” de 2010.
    E QUE MIREM-SE NO EXEMPLO DA ALEMANHA, a seleção com a menor média de idade da Copa, e a menor da Alemanha, desde 1934 (isso sim, é RENOVAÇÃO).
    E tenho dito..

Os comentários estão fechados.