Chegou o novo treinador do Mamoré

Zé Humberto assume o comando técnico do Mamoré. Apresentação se deu na manhã desta quarta no Estádio “Bernardo Rubinger”.

José Humberto de Oliveira nasceu em Uberaba no dia 30 de julho de 1962, portanto com 48 anos. Como jogador atuou, inclusive, no Santos, por dois anos. A carreira como futebolista foi iniciada no Uberaba em 1982. Passou ainda pelo Democrata de Sete Lagoas, Brasil de Pelotas, Barretos, Corinthians de Presidente Prudente, Atlético Paranaense, Figueirense, Santos (1990-1991), São José (SP), Itumbiara, Internacional de Limeira, Portuguesa Santista e Atlético de Sorocaba (1996).

Iniciou a carreira de treinador no comando do Matsubara, do Paraná, em 1997. Comandou ainda: Maringá, Blumenau, Barretos, Independente de Limeira, Marcílio Dias (SC), Ferroviária, Oeste, Ferroviária (novamente), Sertãozinho, Minaçu (GO), São Bento de Sorocaba, Francana, Engenheiro Beltrão (PR), Mineiros (GO), Grêmio de Anápolis, Uberaba (2006), Anápolis, Itumbiara, XV de Piracicaba, Santa Helena, União Rondonópolis (MT), Canedense (GO), Catanduvense (SP), Trindade, Goianésia e, novamente, Trindade.

O currículo é extenso. Jogou em 13 equipes e foi treinador em outras 25.

Na sua apresentação Zé Humberto falou que novos jogadores chegarão para defender o Mamoré: “não podemos errar nestas contratações”. Sobre esquema de jogo, ele é adepto do 4-4-2, mas pretende observar a equipe nos treinamentos para definir a parte tática, considerando que o Sapo vem atuando com três zagueiros. “Temos que conhecer o grupo para definir o esquema de jogo”, afirmou o novo treinador.

O atacante Niltinho recebeu o terceiro cartão amarelo no último jogo e cumprirá suspensão automática.

Josimar, Esquerdinha e Juninho Petrolina, expulsos no clássico contra a URT, foram julgados nesta terça no TJD. O zagueiro Josimar e o meia Esquerdinha, levaram uma partida de suspensão cada um (já cumprida). Juninho Petrolina, expulso do banco de reservas, pegou quatro jogos de suspensão.

O jogo Mamoré e Uberlândia no próximo sábado, será às 16 horas no “Bernardo Rubinger”. Uberlândia, líder do Grupo A, não terá o artilheiro Eraldo, que inclusive marcou os dois gols contra o Sapo no último domingo no “Parque do Sabiá”, contratado pelo Grêmio Prudente. Equipe paulista pagou a multa rescisória e vai pagar salário três vezes maior, comparando-se ao que ele recebia na equipe do Triângulo.

Para o presidente do Uberlândia, Éverton Magalhães, “A competitividade é muito desumana. O time do Barueri ganha 1 milhão e 800 mil para disputar o paulista. Nós não estamos ganhando nada.” (Barueri é o atual Grêmio Prudente).

Por: Adamar Gomes
Fotos: Toninho Cury

Uma ideia sobre “Chegou o novo treinador do Mamoré

Os comentários estão fechados.