Clássico de Patos de Minas será tema de documentário

Uma das maiores rivalidades do futebol do interior do país vai virar documentário. URT e Mamoré, de Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais, terão uma rivalidade de seis décadas contada na perspectiva dos personagens que participaram dessa história. O filme Clássico do Milho – Uma outra rivalidade mineira está sendo produzido pela Thema Audiovisual, produtora de vídeo de Belo Horizonte, e pelo Jornalista Rivelle Nunes.

“A ideia é que o filme aborde essa rivalidade por meio de depoimentos baseados nas técnicas e história oral. A intenção é dar luz à importância cultural e social do esporte para a cidade e sua população e, dessa forma, tornar o tema atrativo para um público amplo e não aquele já familiarizado com o futebol”, afirma o Publicitário Bruno dos Anjos, da Thema Audiovisual.

Os idealizadores do projeto acreditam que a recepção da obra será a melhor possível por parte dos torcedores das equipes e também daqueles que gostam do tema cinema e futebol. “A ideia é que o clássico de Patos de Minas seja apenas o primeiro de uma série. Há um projeto para gravarmos, também, os clássicos de Caxias do Sul, Pelotas, Campinas, Ribeirão Preto e outros pelo interior do país. Onde houver uma rivalidade histórica, que mereça ser mostrada, tentaremos colocá-la acessível aos amantes de futebol e cinema”, afirma Bruno.

Gravações

A captação de imagens e depoimentos para “O Clássico do Milho” acontecerá nas semanas que antecedem os dois clássicos válidos pela primeira fase do Campeonato Mineiro do Módulo II, programados para os dias 24 de fevereiro e 31 de março. “Há cerca de 15 dias estivemos em Patos de Minas, conversamos com diretores dos clubes, torcedores, imprensa e fomos muito bem recebidos. Voltaremos à cidade para as gravações com uma equipe de cinco a seis cinegrafistas. Além dos depoimentos, acompanharemos a movimentação das torcidas antes, durante e depois das partidas”, prevê o Relações Públicas Albano de Azevedo, da Thema.

Projeto

A produção do documentário está sendo feita com recursos próprios dos autores. O publicitário ressalta que, caso algum empresário apoie a iniciativa, a marca da empresa será adicionada à obra, como apoio cultural. “Há todo tipo de despesa em um projeto como esse e, portanto, toda ajuda é válida. Criamos cotas de patrocínio para os empresários de Patos de Minas ou do Estado que tenham interesse em apoiar esse primeiro filme”, conclui. (AG)

Uma ideia sobre “Clássico de Patos de Minas será tema de documentário

  1. E tudo muito bonito, muito poetico, mais quando vai entrar de grana para os clubes, isso é o mais importante, porque com certeza quem está fazendo esse documentario está ganhando alguma coisa.

Os comentários estão fechados.