Funorte e Mamoré: 1×1 em Patrocínio

Funorte e Mamoré empataram em 1×1 neste domingo, de manhã, em Patrocínio, pela primeira rodada do returno da primeira fase da Taça Minas Gerais. Funorte não jogou em seu Estádio, que foi interditado pelo Ministério Público e Federação Mineira de Futebol, que indicou o Estádio Júlio Aguiar para a realização da partida.

Primeiro tempo foi de equilíbrio e terminou em zero a zero. Na etapa final, Mamoré tomou a iniciativa e abriu o marcador aos 10 minutos, através de Reinaldo Silva, cobrando pênalti.

Equipe patense teve oportunidades de “matar o jogo”, mas pecou nas finalizações e pagou um preço alto com um pênalti cometido por Rodrigo Vítor e convertido em gol pelo atacante Andrade, aos 37 minutos. O Funorte ainda jogou boa parte do segundo tempo com jogadores a menos, primeiro pela expulsão de Marcelinho – que recebeu o segundo cartão amarelo e depois Andrade, já no finalzinho.

Alício Pena Júnior apitou, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Mauro Antonio Ferreira Santos.

FUNORTE: Wilson, Fayllon,  Alex, Eddiê e Wagner; Marcelinho, Tôto (Martinez), André (Gabriel) e Andrezinho; Andrade e Rafinha. Treinador: Erivelto Martins (estreia). Ainda receberam cartões amarelos: Gabriel e Andrezinho.

MAMORÉ: Neto, Josimar, Rones e Deivisson (Lafaiete) (os três zagueiros); Peterson e Marquinhos (Laterais); Rafael Fernandes, Rodrigo Vítor e Vitinho; Hugo Alexandre (Rogério Baiano) e Reinaldo Silva. Treinadores: Luís Eduardo e Pael. Cartões amarelos para: Josimar, Rones, Rodrigo Vítor e Hugo Alexandre.

PRÓXIMO JOGO

Com a paralisação da Taça Minas Gerais no final de semana das eleições, o Mamoré volta a jogar somente no dia 10, no Parque do Sabiá, diante do Uberlândia, às 10:30. O próximo jogo no Estádio Bernardo Rubinger de Queiroz será no dia 16 contra o Villa Nova de Nova Lima.

UBERLÂNDIA VENCE TRICORDIANO

A outra partida desta manhã de domingo foi disputada no Estádio Elias Arbex com a vitória do Uberlândia sobre o Tricordiano por 1×0, gol marcado pelo meia Carlos Magno. O Tricordiano ainda não havia perdido em casa.

Por: Adamar Gomes
Reportagem e fotos: Toninho Cury