Galo vacila e perde para o Olímpia em Assunção

olimp-camOlímpia derrotou o Atlético por 2×0, no primeiro jogo da decisão da Copa Libertadores da América, no “Defensores Del Chaco”, Assunção. No jogo de volta no “Mineirão”, no dia 24, o Galo terá que vencer, pelo menos, por dois gols de vantagem, para provocar a prorrogação e lutar pelo título. Os laterais Marcos Rocha (3º cartão amarelo) e Richarlyson (expulso) desfalcam a equipe. Por outro lado, Bernard (cumpriu a suspensão) está de volta.

Atlético começou bem a partida. Tardelli, o melhor da equipe, foi quem mais criou situações de gol.  No entanto, a equipe atleticana errava muito, na marcação e no passe e o Olímpia se aproveitou para levar perigo e marcar, aos 23 min, com Alejandro Silva, aproveitando vacilo da defesa.

No segundo tempo, Luan voltou mais à frente e o Galo conseguiu equilibrar as ações. E com as entradas de Rosinei e Guilherme, nos lugares de Luan e Ronaldinho Gaúcho, que não estavam bem, o toque de bola deixou o Atlético com o domínio do jogo.

A partida pegou fogo no final com os gols perdidos dos dois lados. Jô teve uma chance incrível,em que o goleiro Martin Silva tirou com o pé esquerdo. Do outro lado, Ferreyra e Bareiro, com Vítor batido, perderam um gol incrível.

Com dez em campo, pela expulsão de Richarlyson aos 44, Olímpia marcou o segundo, de falta, cobrada por Pittoni e o goleiro Vítor sendo atrapalhado por Alecsandro, junto ao poste direito.

Sem desmerecer a vitória do Olímpia, foram dois gols de vacilo do Atlético, que agora vai ter que encarar a desvantagem no placar, no jogo de volta.

Néstor Pitana, da Argentina, apitou a partida.

Olímpia: Martin Silva, Candia, Miranda e Manzur; Silva e Benitez; Pittoni, Aranda e Gimenez (Ferreyra); Salgueiro (Paredes) e Bareiro (Prono). Treinador: Éver Almeida. Cartão amarelo: Miranda e Silva.

Atlético: Vítor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre e Josué; Diego Tardelli, Ronaldinho Gaúcho (Guilherme) e Luan (Rosinei); Jô (Alecsandro. Treinador: Cuca. Cartão Vermelho: Richarlysson. Cartão amarelo: Marcos Rocha (3º), Josué e Luan.

(AG)