Guarani cancela amistoso com o Mamoré

Guarani de Divinópolis não vem para o amistoso contra o Mamoré no Estádio “Bernardo Rubinger”, no próximo sábado (30), conforme estava acertado.

O gerente de futebol daquela equipe, Renato Paulista afirmou que o problema são as inúmeras contusões que afetam a equipe, que tem um elenco limitado em termos numéricos. Segundo ele, há apenas 16 jogadores de linha e mais três goleiros à disposição. Guarani teme novas contusões que poderiam afetar a sua estreia no Módulo II no outro final de semana.

A notícia desagradou ao Mamoré, que contava com a partida para encerrar os seus preparativos para o Campeonato. Houve novos contatos, porém o Guarani se manteve irredutível e se dispôs a pagar as despesas do alvi-verde, quando do jogo disputado no “Farião” no último sábado. O valor, segundo o diretor José Armando Resende, é de R$ 2.500 reais com transporte, mais R$ 845 reais de alimentação, total de R$ 3.345 reais.

Houve a tentativa de se trazer o Valério de Itabira que, no entanto, já havia acertado uma partida amistosa para o sábado.

Restam duas alternativas ao Mamoré: Jogar em Uberlândia contra o Guarani, nesta sexta à tarde no “Parque do Sabiá” com os titulares ou jogar sábado às 16 horas no “Bernardo Rubinger” contra uma equipe formada por jogadores profissionais “sem clube”, de Belo-Horizonte, comandada pelo ex-árbitro Antonio William Gomes.

O pensamento inicial seria lançar a equipe “B” no “Parque do Sabiá” e jogar com o time “A” sábado à tarde. Aguarda-se o contato nas próximas horas entre o auxiliar-técnico Pael, do Mamoré e Antonio William Gomes, comandante desta equipe da capital.

Por: Adamar Gomes
Foto: Toninho Cury