Luís Eduardo deixa o Mamoré

Fim de campeonato, fim de contrato do treinador Luís Eduardo, que acerta a sua saída do Mamoré, após a campanha vitoriosa no Módulo II.

Luís Eduardo assumiu o Sapo na quinta rodada da competição, substituindo a Adenilton Soares.

Antes, Luis comandava o Tricordiano, na mesma competição.

A sua primeira partida foi no dia 6 de março em Poços de Caldas, no empate em 1×1 com o Poços, em que ficou fora das quatro linhas, por estar cumprindo suspensão imposta pelo TJD (Pael ficou no banco).

Em casa, a equipe perdeu duas partidas, para Funorte e Tombense, empatando com o Funorte. A diferença ficou por conta dos importantes resultados conseguidos fora de casa, como as vitórias em Araxá, Itaúna e Montes Claros e o empate em Tombos.

Nas finais contra o Guarani, com a classificação garantida para o Módulo I, o Mamoré venceu em casa por 2×1 e perdeu em Divinópolis por 3×0. Foi a única derrota fora de Patos de Minas, com Luís Eduardo no comando.

TAÇA MINAS GERAIS

Sobre a participação na Taça Minas Gerais, com reunião marcada para segunda-feira (7) na Federação Mineira de Futebol, o Mamoré deverá mndar um representante. A participação, no entanto, não está definida, pois o clube precisaria de mais tempo para confirmar algumas parcerias, que estão encaminhadas, segundo afirmação do dirigente Sandro Gaúcho.

JULGAMENTO

A diretoria do Mamoré ainda não tem a data do julgamento no STJD, no caso “Vitinho”. A Procuradoria do TJD recorreu contra a decisão do Tribunal Pleno que absolveu o Mamoré por 6 votos a zero.

Para o dirigente Sandro Gaúcho, “o torcedor pode ficar tranquilo quanto ao julgamento no Rio de Janeiro e o Mamoré, com certeza, vai disputar o Módulo I de 2011.”

Por: Adamar Gomes
Foto: Toninho Cury