Mamoré demite treinador

Marcelo Serrano ao lado do auxiliar Pael (Foto: Toninho Cury)

Marcelo Serrano não é mais treinador do Mamoré. Após reunião realizada na tarde de ontem, segunda-feira, 23 de agosto, a diretoria decidiu pela demissão do jovem treinador, que dirigiu a equipe na derrota de 3 a 1 para o Tricordiano, na abertura da Taça Minas Gerais, em Três Corações.

Marcelo Serrano fez duras críticas à condução do futebol por parte do clube. Pediu mais “seriedade e profissionalismo” e afirmou que existe um “racha” na diretoria. Diretores desmentiram o “racha” e avaliaram que após as declarações não havia mais ambiente para o treinador continuar à frente da equipe.

As declarações do treinador foram motivadas pela situação em que o Mamoré estreou na Taça Minas Gerais. Apenas 14 jogadores foram inscritos e tiveram condição de jogo. Dois não puderam atuar por contusão. Sem opção no banco o goleiro reserva Nunes atuou como atacante em boa parte do segundo tempo. Marcelo Serrano treinou um time e para a estreia teve que escalar outra equipe e com improvisações. Treinador avaliou que houve “amadorismo” por parte do clube.

O ex-jogador e atual auxiliar-técnico Pael, assume interinamente a equipe. Hoje, ele já trabalha o grupo visando o jogo de sábado contra o Uberaba, no Bernardo Rubinger, pela 2ª rodada da Taça Minas Gerais. Uberaba estreia amanhã na competição quando recebe o Funorte no Estádio Uberabão.

Por: Geovane Machado (Clube Notícia)

7 ideias sobre “Mamoré demite treinador

  1. Bem como e de conceito de todo mundo,existe sim um raxa entre o presidente e o vice-presidente do clube! Todos sabem que o presidente não via com bons olhos a vinda do Jovem Marcelo Serrano no SAPO. Agora a maior prova taai, pois um rapaz novo que teve coragem decolocar seu cargo em jogo rebateu a todos os problemas que o SAPO, vem passando! Quemsabe agora a diretoria nãoacorda, pois depois destas declarações do ex-tecnico corajoso, chamamos assim pois ele e um vencedor, pois tal declarações e sim de um profissional e atitude da diretoria mostra-se um grande amadorismo. Muitos meios de comunicação aqui de Patos de Minas criticaram a falta de experiência do Jovem Marcelo Serrano, mas ele foi com sua passagem aqui no Mamóre um vencedor. Pegou o Vazante perdeu a primeira mas goleou na segunda, pegou a Patrocinense, perdeu a primeira e goleou na segunda e olha que teve no primeiro jogo jogadores expulso e juiz ajudando um time que ja estava treinando a muito tempo!!! Valeu Marcelo que você brilhe daqui para frente, pois seu futuro e promissor..Obrigado pelo trabalho no SAPO, nos torce- dores agradecemos sua colaboração abrindo os olhos dos torce-dores pela crise interna na diretoria que era abafada com tapinhas nas costa e você veio e nós mostrou!! Felicidade meu caro.

  2. Sinceramente eu apesar de torcedor do Sapão,vejo que essa Taça Minas,não servirá pra nada.O nosso Mamoré será o ultimo colocado,se tirarmos dois ou três jogadores para o Mineiroja estará de bom tamanho.O Treinador falou a verdade,só que ainda é Treinador de categoria de base e ponto final.Vamos tentar dobrar o Uberlandia do Técnico CHORÃO (SENTA NA JACA)Moacir Junior,dá ré no quibe.

  3. Vai Pael mostra domingo o que você sabe fazer. O Sapo agradece sua benegação. Fale verdade, mas oía fala entre quatro parede.

  4. Ah verdade é que, quem acompanha os bastidores já tinha a noção exata da incapacidade do treinador. Não existem dúvidas que títulos e certificados não comprovam a competência do treinador. Um “Mestre” que diz MENAS e POBREMA, possivelmente comprou ou conseguiu seu diploma em uma universidade não muito conhecida. Certo é também que a experiência de treinar categorias de base, nada acrescenta a vida do futebol profissional. Ao fim, devemos dar crédito a Diretoria que tanto nos deu alegria nessa nova fase do Mamoré, pós-bretas.

  5. Como nenhum treinador quer perder creio que o desabafo do técnico serviu para que o Mamoré “acorde” e dê condições ao Pael, pois há tempo já que a taça apenas começou.Como o Sandro disse na entrevista de ontem TODAS as palavras do técnico ele endossa só que foram ditas fora do lugar. Sucesso para o Sapo no jogo contra o Uberaba dentro de casa.

  6. Coisa horrorosa o que aconteceu.
    Tem toda razão esse ex-treinador, ao denominar de “amadorismo” a conduta daqueles que representam o clube.
    Colocar um goleiro para jogar na linha, realmente, não se vê isso nem em times amadores!
    Dessa forma, fica complicado.
    Abram os olhos, porque estou sentindo cheiro de fracasso.

Os comentários estão fechados.