Mamoré perde longa invencibilidade

Mamoré perde de 3×0 para o Funorte no Estádio “José Maria Melo”, em Montes Claros, pela segunda rodada do Módulo II do Campeonato Mineiro. Os gols foram marcados por Rodrigo e Berg no primeiro tempo e Thiago PitBull na etapa final.

Com isto o Sapo perde uma invencibilidade de 26 jogos, contando 18 partidas oficiais pela Segunda Divisão, 5 amistosos (um no ano passado e mais quatro neste), 2 jogos treinos e mais a vitória sobre o Araxá, na estreia no Módulo II.

O Verde não fez boa partida e o Funorte aproveitou para fazer o dever de casa, marando aos 9:30 o seu primeiro gol, através do lateral Fabrício. Aos 45, Berg, que já atuou pelo Verdão, anotou o segundo do Funorte. Na etapa final, a equipe de José Maria Pena ficou com dez, pela expulsão do lateral esquerdo Tiago, aos 18 minutos. E, mais uma vez, o Mamoré não soube tirar proveito da superioridade numérica e levou o terceiro gol aos 20, marcado pelo atacante Thiago Pitbull, fechando o placar.

FICHA TÉCNICA

Jogo: FUNORTE 3×0 MAMORÉ

Gols: 1º tempo: Fabrício aos 9:30 e Berg aos 45 minutos; 2º tempo: Thiago Pitbul aos 20 minutos.

FUNORTE: Everaldo, Fabrício (Diogo), Alex, Eddie e Tiago; Marcelino, Indinho, Andrezino e Wellington Dias (Stanley); Berg e Thiago Pittbull (Picaxu). Treinador: José Maria Pena. Cartão amarelo para Alex, Marcelino e Berg e Vermelho para Tiago, lateral esquerdo.

MAMORÉ: Denilson, Juninho Lopes, Josimar, Guilherme e Rafael; Bruno Maia (Wallace), Rudson (Hugo), Geovane e Roni (Evandro); Saulo e Gilmar. Treinador: Adenilton Soares. Cartão amarelo: Guilherme, Bruno Maia e Evandro.

ÁRBITRO: Átila Carneiro Magalhães; Assistentes: Giancarlos Machado e Marcelo Francisco dos Reis.

Renda: R$ 2.750,00. Público: 350 pagantes.

PRÓXIMO JOGO

Mamoré volta a atuar no “Bernardo Rubinger” no próximo sábado (20), 16 horas, no clássico contra a URT.

DEMAIS RESULTADOS

Os outros resultados deste sábado (13), pela 2ª rodada do Módulo II.

No “Zama Maciel”, URT e Tricordiano empataram em 0x0. Em Araxá, no “Fausto Alvim”, Araxá e Poços de Caldas ficaram no 1×1.

FUNORTE lidera o grupo A com 4 pontos, 1 vitória e saldo 3. Poços de Caldas é o 2º com 4 pontos, 1 vitória, saldo 1. Mamoré aparece em 3º com 3 pontos. O 4º colocado é o Tricordiano com 2. URT e Araxá está com 1 ponto cada um, ocupando as duas últimas posições, empatados em déficit de gols (1 cada um).

GRUPO B: Guarani derrotou o Tombense por 3×0 e o Formiga ganhou do Itaúna por 3×1. Liderança do Formiga com 4 pontos, seguido pelo Guarani com 3 (1 vitória e saldo 2) e Itaúna com 3 (1 vitória e déficit de 1 gol). Valério é o 4º com 1 e o Tombense aparece em último com zero.

Por: Adamar Gomes
Fotos: Toninho Cury

6 ideias sobre “Mamoré perde longa invencibilidade

  1. ESTÃO QUERENDO ARRUMAR DEFEITOS PARA O SAPO,O TIME ESTA BEM,TODOS CONCENTRADOS E TRABALHANDO COM MUITA COMPETENCIA,PERDER PARA UM TIME COMO O FUNORTE É NORMAL,MESMO COM 3 GOLS A O,É PRECISO RESALTAR QUE ESTE TIME TEM TOMADO POUCOS GOLS,A DEFESA É BEM COMPOSTA.É ISSO SR.ADEENILTON CONTINUE SEU TRABALHO E DEIXA O POVO FALAR,DEUS DA O FRUTO É NO FINAL, NO INICIO É CUIDAR DA PLANTAÇÃO,SALVE SALVE MAMORÉ.

  2. o adenilton treinador do mamore ele disse que o jogador do tricordiano nao serve para jogar no mamore ele jogou contra o time do urt e os caras nao marcou gol agora eles vao enfrentar o mamore ai eu quero ver ele e zagueiro

  3. Os times que disputam o torneio autônomo do Bairro N. S. Fátima são melhores que os elencos de Mamoré e URT – nunca vi tanta “mediocridade” nos 2 times patenses. Se não trocarem os 25 por 11, o 3-5-2 para 10-0 e os “treineiros” por treinadores profissionais, correm um sério risco de serem admitidos (os 2) na terceirona em 2011.

  4. Ao final do jogo de ontem, conversei com o Adenilton Soares.

    O técnico do Mamoré não escondia sua surpresa pelo resultado elástico e encontrou o motivo: “a falta de experiência do time”. No entanto, mesmo se tratando de um time jovem, acha que o desempenho foi muito aquém do esperado, até porque o time vinha de uma vitória na estreia sobre o Araxá.

    A tentativa de usar três atacantes ficou pelo caminho. “Meu time não teve atitude”, resumiu, ao deixar claro que precisa de reforços para seguir na competição. A preocupação maior passa a ser o clássico da cidade, daqui a uma semana, contra a URT.

Os comentários estão fechados.