Mamoré vai construir arena de shows no estacionamento do B.R.

O Mamoré pretende aproveitar melhor a área de estacionamento do Estádio Bernardo Rubinger, que se transformaria também numa arena para a realização de shows. Para isso, deve iniciar em agosto, a construção de 460 metros lineares de muro visando ao isolamento da área. O projeto prevê toda a estrutura necessária para efetivação de eventos.

A afirmação é do assessor da comissão gestora, Paulo Amâncio de Araújo (Paulinho) que sugere, ainda, o nome de Washington Ribeiro para o futuro espaço, numa homenagem ao saudoso presidente.

Jogos do Brasileirão

A comissão esmeraldina, formada por Guilherme Castro, Beto Ribeiro, José Borges e Paulo Amâncio, esteve em Belo-Horizonte e realizou contatos com Marcos Salun, um dos dirigentes do América e Eduardo Maluf, gerente de futebol do Atlético. A intenção é agendar para o Estádio Bernardo Rubinger jogos destas equipes no campeonato brasileiro. O Atlético descarta qualquer negociação, pois a vontade do presidente Alexandre Kalil é ver o time atuando em Sete Lagoas, mais próximo da torcida da capital.

Existe a possibilidade de jogos do América em Patos de Minas e para isso, aguarda-se um pronunciamento da direção da equipe de BH demonstrando essa vontade. A princípio, a negociação envolveria a realização de duas partidas, numa mesma semana, 27/7 (quarta) e 30/7 (sábado),  quando o América enfrentará, respectivamente, Fluminense e Coritiba.

Sobre o artigo do regulamento do campeonato brasileiro que veta a realização de jogos em estádios com capacidade inferior a 15 mil torcedores, Paulo Amâncio comentou que “é possível que haja acordo entre os clubes participantes dos jogos”.

Por: Adamar Gomes
Imagem: Toninho Cury (foto de 2009, ano da inauguração do Estádio Bernardo Rubinger).

 

Uma ideia sobre “Mamoré vai construir arena de shows no estacionamento do B.R.

  1. Bela iniciativa dos dirigentes do Mamoré.
    Mandar jogos do brasileirão no Bernardo Rubinger é uma ótima iniciativa. Ainda mais com pessoas como estas que se pré dispõe à frente do Mamoré para administrá-lo. Paulinho e Zé Borges, aí sim merecem créditos.
    Quanto aos jogos, esbarram em dois aspectos. Capacidade de público e dimensões do gramado. O estádio do sapo tem dimensões de 100 X 70metros. Os clubes grandes jogam em campos maiores: 110 X 75 metros. A cidade também sofre com a falta de estrutura do aeroporto. Só recebe aeronaves de pequeno porte.
    Mas, fica a nossa torcida para que dê certo.
    Claudionor.

Os comentários estão fechados.