Paulinho: “é hora de reagrupar o Mamoré”

Em entrevista nesta sexta-feira, dia 25, ao programa “Bola na Rede”, o torcedor e conselheiro do Mamoré, Paulo Amâncio de Araújo, Paulinho, falou sobre o momento atual do clube, após não ter conseguido classificar-se para a segunda fase do campeonato mineiro do módulo II.

Não se pode negar o trabalho da diretoria para a formação do elenco, com início dos treinamentos em dezembro para o primeiro grupo de jogadores e todos os esforços em busca de parceiros para a formação de um time vencedor. O resultado, no entanto, não foi o esperado nem pela diretoria nem pelos torcedores. A equipe não conseguiu se engrenar e acabou ficando no meio do caminho.

Paulo Amâncio falou em “vários núcleos” que foram formados no clube, quando todas as pessoas deveriam trabalhr em conjunto. “Temos que reagrupar o Mamoré” e “ter dignidade para perder” e “parar de olhar o lado dos outros e cuidar do nosso”, foram frases utilizadas pelo ex-dirigente.

Para ele o momento é de acertar com todos os membros da comissão técnica e jogadores e, depois, promover uma reunião interna para apontar novos rumos para o Esporte Clube Mamoré.

Segundo Paulinho, o mandato da atual diretoria termina no próximo dia 31 de março e o Conselho Deliberativo, que tem na presidência o desportista Júlio Macedo, vai se estruturar nos próximos dias para comandar o processo.

Sobre planos que estão sendo feitos de retomar o trabalho de categoria de base e participar de competições no segundo semestre, Paulo Amâncio acha que o instante atual não é para que sejam tratados destes assuntos. “Antes de mais nada é acertar o que tiver que ser acertado, reagrupar o Mamoré e traçar novos rumos”, acrescentou Paulo Amâncio.

Reportagem: Fausto Mundim
Por: Adamar Gomes

6 ideias sobre “Paulinho: “é hora de reagrupar o Mamoré”

  1. O mamoré precisa estrutura o seu futebol de forma que ele forme um time de base forte e dispute os pricipais campeonatos do Brasil e de Minas, é uma vergonha as equipes do interior de minas,que só fazem futebol no primeiro semestre,torço contra equipes temporaria,como URT,GUARANI,DEMOCRATA,CALDENSE,que não pensam em crescer com oseu futebol essas equipes temporarias é uma vergonha para o futebol mineiro,me desculpe o pova patense,não podemos aceitar essas equipes que só aparecem no verão igual o mosquito da dengue.
    alexandre juiz de fora.

  2. O Paulo Amãncio tem razão, o mamore precisa de se estruturar, ate mesmo porque, e o unico time que que tem peso na camisa para subir para a primeira divisão, me contem no final do modulo II.

  3. Espero que continue as mesmas pessoas, porque assim o Mamoré continuará do mesmo jeito, ou seja pagando mico, não conseguindo classificar em um grupo de 6 onde classificam 4.

  4. Sugiro o Dr. Cássio David para presidente. Jovem, honesto e empreendedor. Administração empresarial.

Os comentários estão fechados.