Pelé é atração no amistoso da Seleção na Suécia

Brasil e Suécia se enfrentaram em partida amistosa no Estádio Rasunda, em Solna, Estocolmo. Jogo marcou a despedida da seleção sueca do local, que foi palco da realização da Copa do Mundo de 1958, com a conquista do primeiro título da seleção brasileira. O Rasunda será demolido.

Edson Arantes do Nascimento – Pelé, foi o grande homenageado, ao lado de outros campeões, do Brasil e da Suécia. O Rei, na época com 17 anos, começou a sua trajetória internacional após a conquista da “Jules Rimet”. Pelé deu o chute inicial. Falando aos presentes, convidou a todos para a Copa do Mundo em 2014, no Brasil.

O jogo não foi lá essas coisas. Um primeiro tempo travado, com a marcação sueca, que se arriscava pouco e o Brasil tendo dificuldade de concluir suas jogadas. Leandro Damião fez 1×0, aos 31 min, de cabeça.

O panorama não mudou muito na etapa final. Mais dois gols foram marcados por Alexandre Pato, aos 38, de cabeça (me pareceu impedido) e aos 40, na cobrança de penalidade máxima.

Nesse momento não importam os erros de arbitragem ou a redução de pressão prá cima do treinador Mano Menezes, como vários catedráticos comentaram.

A questão “treinador” não pode ser analisada em função de resultados. Creio que, terminada a Olimpíada, com a pífia medalha de prata e passado esse amistoso-festa, a CBF tem que analisar com profundidade a caminhada feita até aqui.

A Copa das Confederações é no ano que vem. A Copa do Mundo está chegando: 2014. A definição tem que ser agora e vai definir o futuro da seleção brasileira. Mãos à obra.

Por: Adamar Gomes