Saiu o relatório!!!

_DSC8552Publicado no início da noite desta segunda-feira (16), o relatório do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, sobre os lamentáveis acontecimentos registrados no Estádio “Uberabão”, após o empate entre Uberaba e Mamoré, em 2×2, que tirou as duas equipes da possibilidade do acesso ao Módulo I de 2017.

Houve tumulto generalizado, com a participação de jogadores e, depois, da torcida, resultando em agressões descabidas, com pessoas feridas.

Na íntegra, o relatório do árbitro, que consta da súmula do jogo Uberaba x Mamoré.

“Após o término da partida, presenciamos torcedores da equipe do Uberaba S. C. e também do E. C. Mamoré invadirem o campo de jogo, dando início a um tumulto generalizado, que envolveu ainda membros das comissões técnicas e alguns dirigentes de ambas agremiações.
Constatamos naquele momento, torcedores se agredirem mutuamente com socos, chutes, tapas e pontapés, sendo que alguns torcedores do Uberaba S. C., portavam barras de ferro que foram retiradas de uma das grades que dão acesso ao campo de jogo.
Relevante destacar que um dos portões que dá ao acesso ao campo (localizado atrás dos bancos de reservas e abaixo das cabines de rádio e TV), foi aberto, o que possibilitou a entrada de vários torcedores do Uberaba S. C. ao campo de jogo. Registra-se ainda que torcedores do Mamoré E. C. (que se localizavam na arquibancada, no lado oposto às cabines de rádio e TV) tiveram acesso ao campo de jogo pulando o alambrado e portavam blocos de tijolos que foram arremessados contra torcedores do Uberaba S. C. A Polícia Militar, que se fazia presente ao estádio, com efetivo total de 37 (trinta e sete) militares, sob o comando do Sub Tenente Wirley interveio prontamente, no sentido de conter os agressores, sendo necessário o uso da força e ainda gás de pimenta para controlar a situação. Registrou-se ainda a presença de 3 (três) guardas municipais e 3 (três) oficias do corpo de bombeiros.
No momento da confusão, presenciei o Sr. Morais Martins, supervisor da equipe do E.C. Mamoré ser golpeado com um chute no rosto por um torcedor do Uberaba S. C. (não identificado até o fechamento da presente súmula eletrônica), sendo atendido prontamente pelo serviço médico presente no estádio.
Presenciei ainda o assessor de imprensa do E.C. Mamoré, Sr. Rafael Souza ser agredido com vários chutes e socos por torcedores do Uberaba S. C. (também não identificados até o fechamento da presente súmula eletrônica), tendo recebido também atendimento médico ainda em campo.
Segundo informações da Polícia Militar (Sub Tenente Wirley), cinco torcedores ficaram feridos e necessitaram também de atendimento médico. De acordo com relato dos militares, algumas vidraças do vestiário utilizado pela equipe do E.C. Mamoré foram quebradas, sem, contudo, ocasionar ferimentos nos atletas e membros da comissão técnica que ali se encontravam.
Os militares não souberam informar o(s) autor(es) da referida depredação.
Registramos ainda que, durante a confusão generalizada, o quinteto de arbitragem não sofreu qualquer tipo de ameaça, tampouco agressão física e/ou verbal, tendo a Polícia Militar garantido nossa segurança durante todo o período em que estivemos no gramado.”

Em outra parte, o site da FMF publica o balanço financeiro da partida. Foi registrado público de 7.652 pagantes. A arrecadação atingiu a R$ 110.145,00.

AG esporte

2 ideias sobre “Saiu o relatório!!!

  1. As imagens dos videos gravados falam mais q mentiras do árbitro wm relacao a torcida do Mamorénq so queria se proteger..juizes e fmf um bando

Os comentários estão fechados.