URT perde em casa e fica em último no seu grupo do Módulo II

URT volta a perder na segunda fase do Módulo II, Grupo D, em pleno Estádio “Zama Maciel”, de 2×1 para o Poços de Caldas na tarde deste domingo (25).

Trovão Azul jogou mal no primeiro tempo, cometeu muitos erros e deu chances ao Vulcão de colocar dois gols de vantagem.

Luís Carlos fez 1×0 aos 37 minutos e aos 44, num cruzamento de Bruninho, em que o goleiro Cláudio ficou indeciso na saída, Rodrigo marcou o segundo.

Para a etapa final, a URT voltou com tendência ofensiva e apertou durante os primeiros quinze minutos com, pelo menos, cinco boas oportunidades para marcar. O gol, no entanto, só saiu aos 32 minutos, numa cobrança de penalidade máxima de Filhão.

A URT não encontrou forças para chegar ao empate e Poços levou para casa três pontos importantes na caminhada no Módulo II.

A arbitragem de Cleisson Veloso Pereira acabou não agradando, provocando muitas reclamações da Veterana, principalmente quanto a um possível pênalti em Ígo. De qualquer forma, a Celeste desperdiça a chance da recuperação, depois da goleada em Divinópolis.

FICHA

25/4/2010 – Domingo – 15 h – Estádio “Zama Maciel” – Módulo II – 2ª fase – 3ª rodada

URT 1×2 POÇOS DE CALDAS

GOLS: 1º tempo: Luís Carlos (POÇ) aos 37 e Rodrigo (POÇ) aos 44 minutos; 2º tempo: Filhão (URT), aos 32, cobrando pênalti.

URT: Cláudio, Filhão, Tiago, Tarcísio (C.amarelo) e Jéferson (C.amarelo)(Hiroshi); Renato (Fernandinho), Hugo, Léo e Marcinho; Ígo Júlio (C.amarelo) e Adriano (Fuzil). Treinador: Zezito

POÇOS: Alberto, Cezinha (c.amarelo), Luís Henrique, Rodrigo Pablo (c.amarelo) e Bruninho; Tairone, Orácio (Rodolfo), Mika (Chicão) e Djalminha; Tchelé (Lucas) e Luís Carlos (c.amarelo)(Gonçalves). Treinador: Sandro Gaúcho

ÁRBITRO: Cleisson Veloso Pereira; Assistentes: Helbert Costa Andrade e Marcus Vinícius Gomes.

RENDA: R$ 6.320,00 – Público: 1.232 pagantes

RODADA

GRUPO C: Sábado em Tombos: Tombense (1) x (1) Itaúna; No “Bernardo Rubinger”: Mamoré (2) x (2) Funorte.

GRUPO D: Sábado, em Divinópolis: Guarani (1)x(0) Formiga; no “Zama Maciel”: URT (1)x(2) Poços de Caldas.

CLASSIFICAÇÃO

GRUPO C: Funorte (5), Mamoré (4-saldo zero), Tombense (4-déficit de 1 gol), Itaúna (2).

GRUPO D: Guarani (6-saldo 4), Poços (6-saldo 1), Formiga (3-déficit de 1 gol), URT (3-déficit de 4 gols).
Confira os resultados
Veja a nova classificação

Por: Adamar Gomes
Fotos: Wallisson Alves

17 ideias sobre “URT perde em casa e fica em último no seu grupo do Módulo II

  1. Não adianta apenas os torcedores ficarem reclamando da atitude da PM, enquanto aqueles que são os formadores de opiniões (imprensa) não começar a defender quem paga para assistir aos jogos, não vai adiantar ficarmos debatendo isso que no site, não vai levar a nada!

  2. Alexandre, O DEMÔNIO AZUL. Estou contigo nessa meu caro.

    Em breve compartilharei minhas impressões sobre a conduta da PMMG nas duas praças de esporte profissional da nossa cidade. Em especial na minha área (a verde é claro), precisamente no último jogo contra o Funorte.
    É lamentável o que vem ocorrendo.

  3. Márcio, depois de tantas discussões e alguns debates mais acalorados, parece que nesse ponto concordamos.

    Mas com relação às bandeiras, nós também fomos impedidos pela PM de usá-las neste fim de semana, algo que sinceramente não compreendo. Na minha concepção, as embalagens de fumaça(vasilhames feitos de madeira e bem pesados) são uma “arma” mais potente que um simples cano mole de 5m que não chega a pesar 10kg, mas as autoridades que possuem o poder discricionário decidiram assim. Cabe a nós, “marginais” freqüentadores de estádios de futebol, acatar sem questionar, sob o risco de sermos gentilmente enquadrados no sistema adotado.

    Acho que as nossas torcidas organizadas e os mais animados terão de adotar o comportamento da maioria, todos sentados e calados, para evitar as confusões generalizadas e mortes que temos visto em todos os jogos realizados em Patos de Minas. Lembrando que não tenho nada contra os torcedores que assistem mais quietos ao jogo, sinceramente tenho sentido vontade de fazer o mesmo, cantar e torcer os 90min. não tem ajudado e em breve será proibido.

    E em outro ponto que acredito concordarmos é a falta de qualidade de nossas equipes, uma lastima para uma nossa cidade que já viveu tantas glórias futebolísticas, com ambas. Mas ainda bem que o campeonato está acabando, ao menos o meu sofrimento volta só ano que vem, em mais um ano na 2ª Divisão. Se der para vocês subirem, meus parabéns, se não, nos vemos ano que vem.

  4. O time da URT é sem a menor sombra de dúvidas,o mais fraco da competição.Infelizmente clkassificou-se pela porta dos fundos e sacaram o Atletico TC,que sem dinheiro,sem nada montou um bom time,só que com falta de responsabilidade.
    O Mamoré tem fances,obviamente o Funorte é o candidato forte pra subir na Chave.
    Ja na chave da URT (time fraco) o Guarani de Dininópolis e o Formiga do …,Brandãozinho são os favoritíssimos pra subir a Série A do Campeonato de Minas.
    O Itauna do Vantuil CHORÃO passa daqui,passa dali,mais no fundo,no fundo,não da em nada.Foguete paraguaio.

  5. PARABENS AO ALEXANDRE DE QUEIROZ PELO COMENTARIO SENSATO.SO ESQUECEU DE DIZER QUE NAO DEIXARAM ENTRAR AS BANDEIRAS NO MAMORE E NO JOGA DA URT ELAS ESTAVAM EM CAMPO.
    QUAL O CRITERIO?
    GOSTARIA DE UMA RESPOSTA?

  6. na verdade o time é muito ruim do goleiro ao ponta esquerda!!!! escutem o que eu digo vai tomar goleada do formiga!

  7. Volto a afirmar que a URT já entrou nesta fase sem chances. O time não suportou a primeira fase, tendo ganhado a vaga pla FMF. Resta ter paciência e se organizar o ano que vem. Esta equipe é muito fraca, não há como cobrar algo ……………

  8. KD O GOLEIRO DIDA QUE JOGOU TAO BEM NO INICIO DO CAMPEONATO E NEM NO BANCO DE RESERVAS ESTA FICANDO MAIS.
    INFELIZMENTE O NOSSO GOLEIRO CLAUDIO LEVOU 8 GOLS EM 3 JOGOS, ACHO QUE DEVERIA OLHAR COM CARINHO POIS NÓS QUE PARTICIPAMOS DAS TORCIDAS ORGANIZADAS DO CLUBE, ESTAMOS FAZENDO PAPEL DE BOBO TORCENDO COMO NUNCA ……….

  9. A mais antiga e tradicional Polícia do Brasil tem prestado relevantes serviços à nossa cidade, muito embora nossa população viva com uma constante sensação de insegurança. Mas com todo o respeito que tenho por essa instituição, gostaria hoje de fazer uma ressalva quanto à atuação desta nos dois jogos do fim de semana, no Zama Maciel onde presenciei e no Bernardo Rubinger com base nos comentários que ouvi.

    Bom, o futebol é uma das poucas opções de lazer existentes em Patos de Minas, famílias inteiras freqüentam os estádios de nossa cidade e inclusive alguns torcedores frequentam os jogos do “rival” sem nunca termos presenciado quaisquer tipos de problemas graves. Inclusive, nos clássicos que foram realizados este ano praticamente não ocorreram confusões, a não ser por um ou outro “torcedor” mais exaltado e até mesmo pela própria PM, caso ainda se lembrem do famigerado Spray de Pimenta utilizado no primeiro clássico do ano.

    É louvável que nossa digníssima PM preze tanto pela segurança de nossa população, além de ser essa a sua função, é fundamental para evitar incidentes como o ocorrido em Araxá, com relação a isso não restam duvidas quanto a sua competência. Mas em alguns casos esse cuidado é excessivo e pode até mesmo gerar um efeito contrário no público, passando de uma sensação de segurança à intimidação pura e simples.

    Se existem alguns indivíduos que tem se excedido em suas atitudes dentro dos estádios, cabem as autoridades competentes identifica-los e puni-los dentro da lei. O cidadão que jogou uma garrafa no campo sequer foi pego, mas os torcedores encostados no alambrado foram brutalmente retirados de lá. Como leigo não acredito que simplesmente impedir as torcidas de TORCER seja a melhor solução. Talvez seja a mais fácil.

    Com todo respeito, os oficiais recém formados na Capital deveriam entender que agora eles trabalham no interior, não somos a Galoucura ou a Máfia Azul e podem ter certeza, não desejamos nos parecer com elas. Trabalho e estudo muito, não fico satisfeito e de forma alguma me sinto seguro ao ser tratado como um bandido quando vou ao estádio ter meu momento de lazer. Não sou profissional da área de segurança pública, mas me parece um pouco obvio que levar em consideração o histórico pacifico de nossas torcidas evitaria alguns pequenos transtornos, alguns constrangimentos e aproximaria um pouco mais a população da autoridades.

    E com relação ao jogo, uma lastima, sem comentários.

  10. GOSTEI MUINTO DA DETERMINAÇAO DOS JOGADORES DO MAMORE NO JOGO DE SABADO,E AGORA VAMOS TORCER PARA VER O Q VAI DAR EM MONTES CLAROS.

  11. o time tem 90 minutos mais alguns de acréscimo e não mostra nada de futebol, depois quer culpar a arbitragem pelo resultado, que já era óbvio!
    parabéns veterana e até o ano que vem!

  12. Nosso goleiro e muito fraco. Esta nos afundando a cada jogo. …. Troca o cara pra ver o que to falando e serio. A torcida toda ta vendo isso. Tenhjo certeza que mudando …, vamos chegar la. Acreditamos no titulo URT

  13. O ZEZITO ESTA DE BRINCADEIRA.COLOCAR ESSE CLAUDIO NO GOL É BRINCADEIRA.SÓ PODE TER FORÇA INTERNA PARA COLOCAR ELE.E O TREINADOR DE GOLEIRO SERÁ QUE NÃO VE ISSO OU TB É UMA DESSAS FORÇAS INTERNAS PARA COLOCAR ESSE … NO GOL.
    FALA SÉRIO NÉ

  14. CONCORDO COM VC, OSVALDO! CULPAR A ARBITRAGEM É O ÚNICO RECURSO DE UM TIME LIMITADO QUANDO PERDE UMA PARTIDA! NÃO SEI SE SERIA A HORA DE TROCAR DE TREINADOR, MAIS UMA VEZ, PARA TENTAR LEVANTAR O ASTRAL E MUDAR O ESTILO DE JOGO “LIMITADO” DA EQUIPE!!! QUEM SABE?

  15. O time da URT realmente não está estruturado para classificar para a primeira divisão..vamos ter que esperar por mais um ano..e veja que a torcida está sempre presente e apoiando…mas com tantas decepções, complica. Agora vai jogar 02 partidas fora e só um em casa.A primeira divisão está mais para o time de Formiga.

  16. Com as taxas cobradas pela federação mineira, pela falta de investimento do poder público e privado no futebol, está ficando inviável fazer futebol, os clubes não conseguem fazer times fortes, ficam acumulando dívidas, não demora o campeonato mineiro terá no máximo 06 clubes, só os grandes sobreviveram. Enquanto a federação ficar mandando esse bando de gente pra trabalhar nos jogos, levando quase toda a renda, os clubes não conseguiram se reerguer, lamentável nossa federação mineira de futebol, sem contar com os erros abusivos dos árbitros.

  17. Mais uma vez querem culpar a arbitragem, isso ja esta virando motivo de “chacota” aqui em Patos, é incrivel eles nunca erram a favor, so contra, o goleiro da URT falhou nos dois gols, e tem gente que ainda coloca a culpa na arbitragem!

Os comentários estão fechados.