Uruguai nas semifinais 40 anos depois

O Uruguai não chegava a uma semifinal desde 1970, quando foi eliminado pelo Brasil, na Copa do Mundo no México. E nesta sexta em Joanesburgo, a Celeste protagonizou o jogo mais emocionante na África do Sul diante de Gana.

Muntari abriu o marcador para a Seleção de Gana aos 46 minutos do primeiro tempo. O empate veio com Forlan aos 10 do período final, levando a decisão para a prorrogação de 30 minutos, que transcorreu dentro da normalidade até os 29. No entanto, no último minuto, aconteceu de tudo, uma situação que só o futebol pode oferecer. Uma blitz ganense redundou com dois arremates para o gol uruguaio. Lá estava o atacante Suárez para defender em cima da linha, inicialmente com o pé, e no rebote, teve que utilizar a mão para evitar o gol africano, com pênalti marcado pelo árbitro português Olegário Benquerença.

Como resultado, Suárez recebeu o cartão vermelho e Gyan, o atacante camisa 3 de Gana, tinha a grande chance de decretar a vitória para as suas cores e, pela primeira vez na história das Copas, levar um país do continente africano para uma semifinal.

O detalhe é que neste Mundial, Gyan havia marcado dois gols da marca penal, o que o credenciava a colocar a bola na rede. Mas nada disto aconteceu. Gyan conseguiu acertar o travessão, para o desespero de Gana e alegria dos uruguaios, principalmente Suárez, que saia expulso do gramado e vendo a partida caminhar para a decisão nos pênaltis.

O Uruguai entrou para as cobranças com mais tranquilidade e fez 4×2. O goleiro Muslera defendeu as péssimas cobranças de Mansah e Adiyiah. Gyan voltou a cobrar e, desta vez, acertou o alvo. Mas não foi o suficiente. Loco Abreu, que joga no Botafogo, fez a cobrança final e utilizou-se corajosamente da cavadinha para mandar o goleiro Kingson para o canto e a seleção bicampeã, para a semifinal contra a Holanda.

É isso. A sexta-feira foi de alegria para holandeses e uruguaios e muita tristeza para Brasil e Gana, eliminados nas quartas-de-final.

Neste sábado jogam às 11 horas na Cidade do Cabo, Alemanha e Argentina e, às 15:30 em Joanesburgo, Paraguai e Espanha.

Por: Adamar Gomes