Uruguaios marcam três e silenciam vuvuzelas

O Grupo A da Copa do Mundo teve nesta quarta, o início da segunda rodada, com a vitória do Uruguai sobre a África do Sul, do técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira, por 3 tentos a zero, em Pretória.

Forlán fez 1×0 no primeiro tempo aos 24 minutos, com merecimento, pois o time anfitrião produziu muito pouco.

Na etapa final, os uruguaios mataram o jogo aos 35 no pênalti cobrado por Forlán e cometido pelo goleiro Khune em Suárez, resultando na expulsão do atleta sul-africano.

O gol desanimou a equipe local e mandou o torcedor embora mais cedo, levando as suas barulhentas vuvuzelas. Pereira voltava a marcar no finalzinho da partida, aumentando para 3×0 a vitória uruguaia e complicando o time de Parreira.

O dia também foi de estreias das seleções do Grupo H, com surpresa. Em Nelspruit, aconteceu a primeira vitória do Chile numa Copa depois de 48 anos (a última vitória foi em 1962 no Mundial disputado no Chile). Beausejour aos 34 do primeiro tempo foi o autor da proeza. O gol solitário deu três pontos ao Chile e o adversário Honduras, com zero.

Em Durban, a grande zebra até aqui, a derrota da Espanha, apontada como uma das favoritas ao título. Os espanhóis acabaram batidos pela retranca da Suiça por 1×0, gol de Fernandez. Se a Espanha teve bola na trave, a Suiça também assustou no contrataque. No final da partida, sobrou a decepção pela estreia ruím da Espanha e a disposição dos suiços, ligados o tempo todo.

A quinta-feira será de jogos envolvendo Argentina x Coreia do Sul, Grécia x Nigéria, França x México.

Por: Adamar Gomes