Veterana espera um centro-avante e um volante

Anderson Luís Marques da Silva, ou simplesmente Marques, vindo do Rio de Janeiro, já se apresentou para disputar uma posição na zaga da URT.

Mais dois atletas serão apresentados nas próximas horas, um volante indicado por Carlos Alberto, antigo jogador da Veterana e um centroavante, que estava atuando no nordeste do país.

A equipe recebeu muitas críticas após a estreia com derrota no último domingo em Poços de Caldas, principalmente com falhas na defesa e a falta de conclusão do ataque.

A diretoria faz um esforço muito grande para, em meio a tantas dificuldades financeiras, realizar contratações para colher bons resultados neste Módulo II.

Treinador João Francisco tem uma semana importante pela frente, para mudar a postura da equipe diante do Tricordiano, partida marcada para sábado (13) no Estádio “Zama Maciel”.

Por: Adamar Gomes

5 ideias sobre “Veterana espera um centro-avante e um volante

  1. ótima contratação da URT, a volta do Adriano!! Realmente era nome muito especulado nos bastidores da URT através de torcedores; até cheguei a pensar e levantar seriamente a possibilidade de Márcio Diogo, jogador oriundo das categorias de base da URT e, vale lembrar que, em mata-mata do ano passado, em partida que Rio Branco venceu o América de BH por 3 x 0, três gols do Márcio Diogo, este mesmo, agradeceu, em nítidas palavras, à chance que lhe foi credenciada no mundo futebolístico pela equipe da URT, e sua inegável gratidão a Veterna da Avenida Brasil por o seu “sucesso” como jogador de futebol

  2. este timim tem que arrumar um zagueiro, um volante, um meia, um atacante… ano que vem quero um clássico é na primeirona! se o urt naum fali…

  3. Marcelo desculpe minha ignorância, mas por que razão a diretoria da URT, na intenção de dividir a renda da partida, solicitaria a marcação desta em uma data que reduz o número de pagantes?

    Sinceramente, acredito que isso tudo está acontecendo por receio da diretoria verde de sofrer pressão da torcida adversária dentro da própria casa. Entendemos essa postura, é uma questão de estratégia, menor público é igual a menor pressão adversária. Lógica, nada muito genial.

    Essa justificativa não cola e mesmo que seja assim, no fim das contas o prejuízo será dos dois clubes, e não da URT somente. Creio que esse jogo, em condições normais, levaria no mínimo cerca de 5 a 6 mil torcedores ao estádio. Duvido que os verdes fossem abrir mão de uma renda correspondente a 3 mil pagantes e nem podem se dar a esse luxo, a não ser pelo receio de sofrer pressão dentro da própria casa, ai tudo se justifica.

    Mas de forma alguma essa situação prejudica o torcedor, a opção de ver TV ou ir ao estádio é somente dele, independe da data estipulada pela FMF ou qualquer um dos clubes.

    Bom, isso não é problema meu, as diretorias que se resolvam, mas se não dividirem a renda eu não entro no estádio. Fico de fora, ouvindo pelo rádio, cantando e vibrando com os gols do meu time, depois é só esperar pela carreata da vitória.

    VIVA O TROVÃO AZUL!!!
    URT ATÉ MORRER!!!

  4. A URT QUER QUE O JOGO SEJA MANTIDO PARA SABADO PARA BATER COM O CLASSICO CRUZEIRO E ATLETICO,POIS ELA QUER DIVIDIR A RENDA,E FAZENDO ISSO ESTARA ATRAPALHANDO NAO SOU O TORCEDOR DO MAMORE QUANTO AO TORCEDOR DA URT QUE QUEREM VER O CLASSICO.

Os comentários estão fechados.