Vitória do Cruzeiro no “Bernardo Rubinger” com casa cheia

Mamoré 1×2 Cruzeiro: placar final do amistoso disputado neste sábado (28) no Estádio “Bernardo Rubinger”, em Patos de Minas, com público recorde de 10 mil pagantes, ou seja, toda a carga de ingresso vendida. Wellington Paulista marcou os dois gols do Cruzeiro, na cobrança de pênalti, no primeiro tempo e o Sapo fez seu único tento na etapa final, com o atacante Jônathan.

Cruzeiro foi melhor no primeiro tempo e, antes de abrir o marcador, teve duas grandes oportunidades com Anselmo Ramón, que o goleiro Tiago Wanderson defendeu e Léo, de cabeça, raspando o poste esquerdo.

Aos 22:30, Wellington Paulista inaugurou o placar, cobrando pênalti, cometido pelo lateral esquerdo Ranner no próprio Wellington. Aos 28 min, novo pênalti, desta vez cometido por Tiago Carvalho em Anselmo Ramón, contestado por alguns. Nova cobrança certeira de Wellington Paulista.

No segundo tempo teve início o festival de alterações. Os treinadores Vágner Mancini (Cruzeiro) e Erick Moura (Mamoré) precisariam observar jogadores visando às competições que as duas equipes terão pela frente. O Cruzeiro estreia dia 5 de fevereiro no módulo I, jogando na Arena do Jacaré diante do Guarani e o Mamoré faz seu jogo inaugural do módulo II no clássico diante da URT, no “Zama Maciel”, no dia 12 de fevereiro.

As alterações dos dois lados fizeram bem ao Mamoré, que melhorou e passou a ser mais ofensivo em busca do gol. Aos 27 min, o atacante Jônathan, que substituiu a Maxsuel (Maxgol) marcou o único gol do Verdão patense. E foi esse o placar final: 2×1 para o Cruzeiro.

Mamoré: Tiago Wanderson, Ricardo (Diego Gomes), Paulinho, Jônathan Machado (Diego Rafael) e Ranner; Tiago Carvalho (Robertinho), Marcelinho, Vasconcelos (Leandro Guerreiro) e Evandro (Tiago Pitbull); Jouberth (Charles) e Maxgol (Jônathan). Treinador: Erick Moura.

Cruzeiro: Rafael, Diego Renan (Jackson), Léo, Victorino e Gilson; Leandro Guerreiro, Amaral (Walysson), Marcelo Oliveira (Éverton) e Montillo. Wellington Paulista (Elber) e Anselmo Ramón (Bobô). Treinador: Vágner Mancini.

Apitou o jogo Adriano Alves de Oliveira (regular), auxiliado por Pedro Araújo Dias Cotta e Pablo Almeida Costa.

Público pagante: 10 mil torcedores, ou seja, todos os ingressos foram vendidos. O público presente foi superior, mas a diretoria ainda não informou o balanço final. Com isso, fica estabelecido novo recorde de público em Patos de Minas.

Montillo mostrou mais uma vez o seu futebol e deixou bem claro o quanto é importante para o Cruzeiro. O meia teve que responder a várias perguntas, principalmente sobre a investida do Corínthians, que fez de tudo para levar o craque para o Parque São Jorge. O mais aplaudido no Estádio “Bernardo Rubinger”, Montillo jogou todo o tempo e, ao lado de Rafael, Léo, Victorino e Gilson, não foram substituídos. O treinador Vágner Mancini voltou a falar que conta com o argentino para a atual temporada. Do lado do Mamoré, Evandro e Jônathan disputaram os votos de melhor em campo.

O próximo amistoso do Mamoré será dia 4 (sábado) contra o Gama, do Distrito Federal. Jogadores foram dispensados após a partida contra o Cruzeiro e só se reapresentam na terça-feira para o prosseguimento da pré-temporada.

Galeria de Fotos

Por: Adamar Gomes
Fotos: Toninho Cury e Juninho Ribeiro

2 ideias sobre “Vitória do Cruzeiro no “Bernardo Rubinger” com casa cheia

  1. Realmente a festa foi muito grande e o publico presente foi espetacular. A equipe do SAPO deve ter conseguido um bom dinheiro, que sem duvida irá ajudar a reforçar ainda mais essa equipe para o campeonato. Parabéns a diretoria esmeraldina pela iniciativa e realização do evento.
    Gostaria apenas de saber qual foi a renda e o publico total e o lucro adquirido nesta promoção.
    Promoções como esta, ajuda muito a fortalecer e incentivar o torcedor a prestigiar e colaborar com o time, é assim que se faz futebol, pensar grande para almejar um futuro brilhante.

  2. O publico foi superior a 13.000 pessoas.

    Estádio Bernardo Rubinger Arena Kick Ball mostrou que tem sua capacidade tranquilamente para 15.000 pessoas, já que sobrou alguns espaços nas laterais e muito espaço nas cadeiras verdes.

Os comentários estão fechados.