BMG deve patrocinar URT e Mamoré

Não poderia haver notícia melhor do que esta para Mamoré e URT: o patrocínio do Banco BMG.

Já se comentava há algumas semanas esta possibilidade. Nesta quarta veio a confirmação. O vice-presidente da Copasa e ex-dirigente de futebol Ziza Valadares, esteve em Patos de Minas, na comitiva do governador Aécio Neves.

O encontro de Ziza com os representantes dos clubes se deu no Mocambo. Valadares deu início às negociações, que deverão ser concluídas na quarta-feira (3) em Belo-Horizonte, com a presença do presidente do Banco, Ricardo Guimarães.

Ziza Valadares não falou em valores (pelo menos para a imprensa) e declarou ao repórter Otaviano Marques: “estou só intermediando, a pedido do deputado Elmiro”.

Ouça as declarações de Ziza Valadares.

Por: Adamar Gomes

3 ideias sobre “BMG deve patrocinar URT e Mamoré

  1. ESCLAREÇO que o problemas das empresas não patrocinarem clubes de futebol é que os “patrocínios” não são dedutíveis do IRPJ (lucro real), isso é um fato.
    O outro é que times de futebol do Brasil (e Patos de Minas não é exceção) são administrados por dirigentes amadores (que na maioria da vezes, faz do clube um trampolim político), daí as empresas abdicarem do futebol e aplicarem recursos noutras mídias.
    O único clube de futebol profissional do Brasil com gestão européia, tanto é que mereceu (em Novembro/09) uma matéria de página inteira no tradicional jornal de negócios – FINANCIAL TIMES, é o São Paulo, que é o único clube brasileiro que não necessita da TV para sobreviver. A relação dívidas/receitas do SPFC é a menor do Brasil e a 5a. sulamericana.
    O INTERNACIONAL e o CORITIBA estão a caminho da “EUROPEIZAÇÃO”, devido as significativas receitas originárias de “associados” (sócios-quotistas, com pagat. mensal nos moldes do Barcelona, Benfica, Athetic Bilbao, Bayern, Nápoli, Arsenal, M. United e outros).
    Se os clubes se PROFISSIONALIZAREM, talvez desperte o interesse das empresas nessa importante mídia.

  2. É MUITO BOA A NOTÍCIA, MAS SERÁ QUE EM PATOS NÃO HÁ NENHUMA EMPRESA GRANDE QUE PUDESSE PATROCINAR AS EQUIPES, OU PELO MENOS UMA? PATOS TEM UMA DAS MAIORES BENEFICIADORAS DE LEITE DO PAÍS, UMA GRANDE EMPRESA AGROPECUÁRIA, E AINDA UMA GRANDE EMPRESA DE ÔNIBUS TEM LIGAÇÃO COM A CIDADE. E SÓ AGORA UM BANCO VAI AJUDAR AS EQUIPES. FELIZMENTE CHEGOU, ANTES TARDE DO QUE NUNCA! MAS BEM QUE O EMPRESARIADO LOCAL E A PREFEITURA PODERIAM AJUDAR MAIS, AFINAL, É O NOME DA CIDADE QUE ESTÁ EM EVIDÊNCIA!

Os comentários estão fechados.