Bruno Aquino marca e Sapo vence o clássico no Mangueirão

princ-110215
Mamoré foi o vencedor do clássico disputado na noite dessa quarta (11) no Estádio Zama Maciel, pela terceira rodada do campeonato mineiro. Com autoridade, o Sapo fez 1×0, gol de Bruno Aquino aos 41min do segundo tempo. Com esse resultado, são cinco partidas seguidas que a Celeste não consegue vencer. A sequência inclui quatro vitórias do alviverde e um empate.

URT teve um bom início, tomando a iniciativa, mas não levando perigo à meta de Gilberto. No primeiro tempo, as duas chances de gol foram do Mamoré, numa escapada de Robertinho e uma cabeçada à queima roupa de Bruno Aquino.

Com três volantes estabelecendo uma marcação forte e, quando atacado,  com três zagueiros, Alexandre Barroso contava ainda com Denilson e Robertinho para conter os avanços dos laterais celestes. A URT não encontrava espaço para organizar as suas jogadas.

No segundo tempo, Vilson Taddei fez alterações, colocando o time mais à frente, tentando as jogadas pelos lados do campo. As alterações, no entanto, surtiram mais efeito na equipe esmeraldina, que se assenhorou na partida.

O gol merecido do Mamoré teve a participação do lateral Bruno Limão, que invadiu pela direita, levou falta e prosseguiu no lance, passando para Bruno Aquino, que acertou um petardo no ângulo direito da meta de Giuliano.

Daí prá frente, o Sapo soube administrar o resultado até o apito final do árbitro, aos 51 minutos: 1×0, marcador final.

Ricardo Marques Ribeiro apitou bem, auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago e Marcus Vinícius Gomes.

Times

URT: Giuliano, Iran, Marcus Vinícius, Martinez e Marcel; Marzagão, Formigoni (Robinho), Dudu e Bruno Donizete (Ramón); Leandro Love e Robson (Wellington). Treinador: Vilson Taddei.

Cartão amarelo: Dudu.

Mamoré: Gilberto, Bruno Limão, Pablo, Marco Tiago (Ernane) e Juliano; Maxsuel, Alan Bahia, Denilson e Diego Sales; Bruno Aquino (Erick) e Robertinho (Esquerdinha). Treinador: Alexandre Barroso.

Cartão amarelo: Maxsuel e Robertinho.

Tabela

A dupla patense está de folga no carnaval. A bola volta a rolar para os dois, somente no final de semana seguinte, 21 e 22 de fevereiro.

No dia 21 (sábado), Mamoré joga em Tombos, diante do Tombense. URT recebe o Villa Nova, dia 22 (domingo), no Estádio Zama Maciel.

Por: www.agesporte.com.br
Fotos: Toninho Cury

 

2 ideias sobre “Bruno Aquino marca e Sapo vence o clássico no Mangueirão

  1. Não da para entender o publico e a renda do jogo URT X Mamoré, o publico foi 3706, e a renda 94.680,00, se dividir o publico pela renda teremos uma media de 25,54 por ingresso. Se o ingresso custava 60,00 e 30,00 a meia entrada, da uma media de 45,00, se multiplicar o publico por essa media a renda será de 166.770,00. Mesmo assim estaria errado, pois os ingresso de meia entrada são 40% apenas em relação as inteiras. Isso quer disser que a renda de 166.770,00 teria que ser maior 20% , ou seja 200.124,00. Acho que nem o melhor matemático do mundo consegue explicar essa renda divulgada. Ou todos somos burros, ou quem divulgou essa renda ridícula é a pessoa mais inteligente do universo. Pior ainda foi a explicação que o repórter Marcos Machado deu no Programa Bola da rede, dizendo que todos os times divulgam o publico e renda menores, se isso realmente aconteceu a coisa fica pior ainda, quando não sabemos explicar o inexplicável e melhor calar a boca.

  2. Adamar, sou natural de Pratinha e atualmente resido e trabalho em Sao Simao_GO. Acompanho voces pelo site e tambem pela radio Clube na internet. Sou admirador do trabalho de todos voces e do futebol do interior, que sobrevive gracas a poucos abnegados como voces. Tive oportunidade de voltar a Patos no ano passado depois de 25 anos e vi tambem o quanto esta cidade esta a frente de outras do interior. Meu sogro foi transferido para o HNSF e depois para o Regional, locais onde foi sempre muito bem tratado e se salvou de um grave aneurisma. Pude conhecer o B. Rubinger e ver o quanto modernizou o futebol ai. Parabens a Mamore, URT e torcedores pelo classico com paz apesar da rivalidade e exemplo ate para a capital que nao vem conseguindo nos ultimos anos. Muito deste sucesso se deve a pessoas serias como voces e suas equipes, em especial Fausto Mundim, M. Machado e T. Cury. Embora araxaense de coracao, sou um admirador do desenvolvimento patense com suas boas administracoes, se tornando referencia estadual e ate nacional em varias areas, incluindo o esporte. Parabens a todos voces!

Os comentários estão fechados.