Copa América das surpresas

Ninguém poderia imaginar antes do início da Copa América, os resultados surpreendentes que vêm acontecendo na competição disputada em solo argentino.

Argentina e Brasil, considerados como as maiores forças do continente, ao lado do Uruguai, fraquejaram de uma forma vexatória. Nomes como Messi, Ganso e Neymar foram superados por Forlan, Suárez e outros menos votados, mas que conseguiram sucesso. E o que dizer de Peru, Chile e de Colômbia, que mostram serviço e a mais surpreendente de todas, a Venezuela, considerada como uma “galinha morta” no passado, mas demonstrando que cresceu e muito para chegar, pela primeira vez a uma semifinal de Copa América.

A Venezuela teve tudo, inclusive, para chegar à finalíssima porque, ontem, quem foi a zebra foi o Paraguai, pelo futebol apresentado pelos litigantes em La Plata. Por um gol, na cobrança dos tiros livres da marca do pênalti, é que o time avinhado ficou fora.

E assim terminam as semifinais: Uruguai 2×0 Peru, Paraguai 0x0 Venezuela (prorrogação: 0x0 e pênaltis; 5×3). Uruguai e Paraguai decidem o título no domingo em Buenos Aires, no Monumental de Nuñez e, no sábado, Venezuela e Peru jogarão em La Plata para se apurar o terceiro colocado.

Títulos

Uruguai e Argentina lideram a lista dos campeões com 14 títulos cada um. Uruguai tem a chance de se isolar na liderança. Brasil lidera com oito conquistas. O Paraguai foi campeão duas vezes (1953 e 1979).

(AG)

Uma ideia sobre “Copa América das surpresas

  1. O QUE É O FUTEBOL: O PARAGUAI CHEGOU À FINAL SEM TER VENCIDO UMA PARTIDA SEQUER, E A VENEZUELA NÃO CHEGOU, MAS NÃO PERDEU NENHUMA. ALIÁS, AMBOS INVICTOS, COMO ARGENTINA E BRASIL…

Os comentários estão fechados.