Galo chega ao seu 40º título mineiro

Em uma decisão inédita contra o Ipatinga, o Atlético sagrou-se pela 40ª vez Campeão Mineiro. A partida disputada no “Mineirão” neste domingo (2) terminou com 2×0 para o Galo, gols de Diego Tardelli e Marques.

Atlético podia perder até por um gol de diferença, pelo resultado a seu favor no Vale do Aço, no jogo de ida, por 3×2.

O primeiro tempo foi morno. O Galo jogava com o regulamento favorável e o Ipatinga não se arriscava para não aumentar ainda mais o prejuízo.

Na etapa final, a equipe de Vanderlei Luxemburgo consolidou a conquista com dois gols de levantar a galera.

O gol de Diego Tardelli aos 25 minutos, começou com uma jogada de Correia, uma enfiada de bola em velocidade para Muriqui, que passou para Tardelli. O artilheiro mandou para as redes.

Com a tranquilidade no marcador, Luxemburgo colocou Marques em campo, com o apoio da torcida que pedia o atacante, que deu muitas alegrias ao clube. Ele entrou em lugar de Muriqui e marcou um golaço aos 42 minutos. Jogada de Ricardinho, que deu um leve toque por baixo da bola e deixando Marques na cara do gol. Foi só tirar do goleiro e sacudir o barbante.

A comemoração foi emocionante. Marques tirou a camisa e a colocou na ponta do poste da bandeirinha de escanteio, como uma bandeira e comemorou bastante. Era o final do jogo, apitado por Paulo César Oliveira, árbitro FIFA da Federação Paulista. Arbitragem tranquila. Foram 60 mil 704 pagantes no “Mineirão”.
Confira a lista dos campeões mineiros

PAULISTÃO: O Santos é o campeão paulista pela 18ª vez. Jogo eletrizante no “Pacaembu”. Vitória do Santo André por 3×2. Vantagem do Peixe, que havia vencido a primeira por 3×2 e possuia a melhor campanha da competição. Nunes, Alê e Branquinho fizeram para o Ramalhão e Neymar, os dois do Campeão.

Foi sofrido. Sálvio Spínola havia expulsado três jogadores do Santos, Léo, Marquinhos e Roberto Brum. O Peixe terminou com oito contra dez, pois o Santo André teve Nunes, expulso. O time do ABC ficou a um gol do título e faltou pouco para chegar à conquista, por um gol anulado e a bola na trave no finalzinho da partida.

Méritos para o Santos pela campanha em todo o Campeonato e pelo futebol mais chamativo no momento, graças aos “Meninos da Vila”, Neymar, Paulo Henrique Ganso, André, Robinho e cia. ltda., comandados pelo treinador Dorival Júnior.

CARIOCA: O título carioca, com antecedência, foi conquistado há duas semanas pelo Botafogo, após a decisão da Taça Rio diante do Flamengo. É que o Bota vencera também a Taça Guanabara.

GAÚCHO: Grêmio ficou com o título gaúcho, mesmo com a derrota de 1×0 para o Internacional, no “Olímpico”, gol de Giuliano aos 9 do primeiro tempo. Tricolor venceu o jogo de ida no “Beira-Rio” por 2×0.

PARANAENSE: Coritiba, há uma semana atrás, conquistou o título da temporada.

CATARINENSE: DEu Avaí, com duas vitórias sobre o Joinville, na final: 3×1 em Joinville e 2×1 em Florianópolis.

GOIANO: Campeão é o Atlético Goianiense diante da equipe surpresa, Santa Helena. Primeiro jogo: 4×0 para o Atlético em Goiânia, No jogo final: 3×1 para o Atlético.

CEARENSE: Fortaleza é tetra: perdeu de 2×1 para o Ceará, depois de vencer a primeira partida por 1×0. Nos pênaltis, vitória do Fortaleza por 3×1.

BAIANO: Primeiro jogo decisivo do BA-VI mostrou a conquista do Vitória por 1×0. No jogo final, 2×1 para o Bahia e o título conquistado pelo Vitória. Vitória e Fortaleza foram as equipes com mais títulos na década: oito cada um.

PERNAMBUCANO: A decisão será na quarta-feira, dia 5. Neste domingo, vitória do Náutico diante do Sport por 3×2.

Veja também

Por: Adamar Gomes