Rodada 22: Melhor para o Inter

Giuliano - meia do Inter - comemora um dos gols contra Goiás (foto globo.com)

Giuliano - meia do Inter - comemora um dos gols contra Goiás (foto globo.com)

As defesas superaram os ataques no clássico São Paulo e Palmeiras. Resultado final: 0 x 0. Melhor para o Inter. O colorado venceu o Goiás por 4 a 0. Se derrotar o Atlético-MG – partida adiada no primeiro turno – encosta no líder Palmeiras. A diferença pode cair para apenas um ponto. Cruzeiro e Atlético só empataram. O Atlético levou sufoco do Sport Recife em pleno Mineirão. O próprio técnico Celso Roth classificou a partida como a pior dos mineiros na competição. O Cruzeiro batia o Vitória por 3 a 1. Os jogadores recuaram naturalmente – com o aval nas substituições do técnico Adilson Batista – e a equipe sofreu o empate. O Atlético é o quinto. O Cruzeiro está na décima terceira posição. Nossa seleção joga no 4-4-2. Boas opções no meio campo. Muita gente boa ficou de fora. Vamos aos destaques desta rodada:

Marcos – Goleiro do Palmeiras – No clássico das defesas, melhor para ele.  Entrou em nosso time pela regularidade na partida.

Léo Moura – Lateral do Flamengo – Saiu de campo aplaudido no segundo tempo. Enquanto esteve no gramado foi peça importante no ataque rubro-negro. Fez um gol de pênalti. Indiscutivelmente… não pode jogar no meio campo.

André Dias – Zagueiro do São Paulo – Muito bem na cobertura. E olha que teve trabalho com o ataque do Palmeiras. Bem na bola aérea.

Miranda – Zagueiro do São Paulo – Grande atuação. Mais regular do tricolor no clássico deste domingo.

Kléber – Lateral do Inter – Estava devendo uma boa atuação fazia um tempo. Jogou muito bem.

Guiñazu – Volante do Inter – Pra variar. Correu demais. Muita disposição. Chega forte.

Gilberto – Meia do Cruzeiro – Jogou bem. Foi susbstituido no segundo tempo. Já não tem o fôlego de antigamente. Dois gols na partida. Um de pênalti.

Giuliano – Meia do Inter – Principal criador das jogadas ofensivas do Inter. Bela atuação.

Paulo Henrique – Meia do Santos – O jogo Santos e Fluminense não foi dos melhores. Paulo Henrique foi o mais lúcido em campo. Fez o gol da vitória.

Marcelinho Paraíba – Atacante do Coritiba – Hoje é fundamental no time paranaense. Tanto pela liderança quanto pelo futebol que vem jogando. A equipe – para azar da torcida – ainda é muito instável.

Roger – Atacante do Vitória – Mostrou oportunismo. Dois gols para o empate do Vitória contra o Cruzeiro no Barradão.

Nei Franco – Poderia escalar Tite ou Andrade. Mas as tarefas foram facilitadas por circunstâncias do jogo. Nei Franco dirige uma equipe que luta para fugir do rebaixamento. Além disso, parou a maior arrancada da era dos pontos corridos – a do Avai.

Agora é a sua vez. Escolha seu time. Vote nos melhores da rodada aqui no Agesporte.com.br

(MG)