URT empata em Três Corações com portões fechados

URT jogou contra o Tricordiano, em Três Corações, pela 6ª rodada do campeonato mineiro, na noite deste sábado e houve empate em 1×1.

A partida foi disputada com portões fechados, pois o Tricordiano não renovou os laudos de vistoria do Estádio.

Os gols foram no primeiro tempo. Marques (URT) aos 20min, de cabeça, cruzamento de Edmar e Ítalo (Tricordiano), cobrando falta, de longe, aos 40 e o goleiro Pablo não conseguiu defender.

Tricordiano: Marcão, Tiago Araújo, Augusto, Ítalo e Renê Luís; Dinei (CA) (Rivaldo), Carrara (CA), Luís Felipe (CA) e Leo Bartolo; Rodriguinho (Vieira) e Lecinho (Dinelson). Treinador: Paulo Foiani.

URT: Pablo, Éverton, Diego Borges, Rodolfo (CA) e Fábio Alves; Jordã (CA), Jô, Carlinhos e Cascata (Leonardo); Edmar (Rafael Oller) e Marques (Gabriel Ceará). Treinador: Rodrigo Santana.

Árbitro: Cleisson Veloso Pereira; Assistentes: Ricardo Júnio de Souza e Felipe Souza Leal; 4º árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães; Observador: Ângelo Antonio Ferrari.

URT volta a jogar em casa no fim de semana e serão dois jogos em sequência no Estádio “Zama Maciel”: dia 12 contra o América de Teófilo e, dia 19, diante do Villa Nova.

AGesporte
Fotos: Toninho Cury

2 ideias sobre “URT empata em Três Corações com portões fechados

  1. A verdade é que todos os jogadores tinham a intenção de fazer uma boa campanha no mineiro e ficar para o Brasileiro da Série D, porém o fato da diretoria falar nas rádios abertamente que só disputará a série D com um time júnior ou através de uma parceria para cessão de jogadores com Flamengo ou outro time, além de deixar claro que o atual elenco será dispensado desmotivou muito os jogadores. Um membro da comissão técnica disse que isso caiu como um balde de água fria, pois quando foram contratados a promessa era que apesar do contrato se encerrar no mineiro, havia 90% de chance da base ser mantida para a série D, mas a própria diretoria dizia isso no início do ano pra atrair sócios. Mas na prática mais uma vez o amadorismo tem prevalecido.

Os comentários estão fechados.