Verdão campeão invicto

Mamoré campeãoO Mamoré entrou em campo neste sábado (28) diante do Fabriciano, com o título de campeão da Segunda Divisão Mineira garantido. Faltava o título invicto e ele aconteceu com a vitória de 2×0, construída no segundo tempo, com os primeiros gols de Rones e Ranner, no Campeonato, aos 27 e 45 minutos.

Foi a melhor campanha do Verdão numa competição: em 18 jogos disputados, foram 14 vitórias e apenas 4 empates. Marcou 42 e sofreu cinco gols, saldo de 37 tentos.

Cinézio foi o artilheiro do time com 10 gols, seguido por William César (5), Rodriguinho e Leandro Bocão (4) e Berg (3).

O Troféu Coopatos da partida foi entregue a Edson, escolhido pela Equipe Bola na Rede da Rádio Clube. Os troféus Coopatos do campeonato foram conquistados por Cinézio (1º), Rodriguinho (2º) e Cláudio (3º). Cinézio foi o que mais faturou troféus: três no total contra dois de Rodriguinho, Cláudio, que levaram vantagem nos critérios de desempate, e mais Bill e Cafu. Com um troféu aparecem: Baiano, Casito, William César, Robson, Alex, Rones e Edson.

Além dos Troféus, os três primeiros levaram premiação em dinheiro nos seguintes valores respectivos: R$ 700, R$ 400 e R$ 200 reais, oferecidos pela Coopatos.

O goleiro Cláudio, o lateral direito Edson, o zagueiro Alex e o meia William César foram os que mais atuaram na competição, 17 vezes cada um, nos 18 jogos disputados.

O Jogo

Mamoré foi melhor na partida, mas o Fabriciano deu trabalho. Time adversário veio para pelo menos buscar um empate, uma vez que só possuia os onze em campo e mais um goleiro no banco de reservas. O plano funcionou no primeiro tempo. Na etapa final, com mais velocidade, o Verdão fechou o placar com os dois gols de Rones e Ranner.

Mamoré: Cláudio, Edson, Alex,  Bill e Alemão; Rones (que foi o líbero), Cafu, Robson e William César (Berg); Leandro Bocão (Rodriguinho) e Cinézio (Ranner). Treinador: Brandãozinho.

Fabriciano: Adriano, Vandinho, Gabriel, Nei e Wagner; Guilherme, Paulo, Zanine e Douglas; Rafael e Asprila. Treinador: Ismael Ferreira.

Árbitro: Hélio José dos Santos, não precisou mostrar cartão, pois os atletas colaboraram. Arbitragem tranquila. Bem auxiliado por Júnior Antonio da Silva e Aline Cristina da Silva (a primeira mulher a atuar na arbitragem de uma partida de futebol no novo Estádio do Mamoré).

Renda: R$ 5.803 reais, com 1079 pagantes, cerca de 1600 presentes (somando sócios e outros).

Outros resultados

O Tricordiano jogou em casa e não deixou por menos, venceu o Araguari/Unitri por 2×0, disputando a terceira vaga. Em Tombos, Tombense e Pouso Alegre cumpriram tabela e encerraram a partida em 1×1.

Classificação

Mamoré terminou como campeão invicto (24) pontos. Tombense foi o vice-campeão (18). Tricordiano em terceiro (16). Unitri (12), Pouso Alegre (9), Fabriciano (4) foram os outros participantes do hexagonal final.

Festa

A festa do Mamoré começou de manhã com desfile dos jogadores e comissão técnica em carro aberto do Corpo de Bombeiros pelas ruas da cidade. Após a partida, houve a entrega do troféu e medalhas com o palco armado pela equipe da Federação Mineira de Futebol.

Módulo II

O Mamoré passa a disputar o Campeonato Mineiro da Primeira Divisão – Módulo II, a partir de 2010 e aguarda a reunião do Conselho Técnico, que será realizada nos próximos dias na capital mineira.

Por: Adamar Gomes
Fotos: Toninho Cury

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Mamoré campeão

Fausto Mundim e Sandro Gaúcho

Cinézio - vencedor do Troféu Coopatos

Rodriguinho, segundo colocado do Troféu Coopatos

Rodriguinho (2º do troféu Cooptos), Cláudio (3º lugar) e Fausto Mundim

7 ideias sobre “Verdão campeão invicto

  1. Agora quero ver pagar os atletas,senão ano q vem para de novo e só vai ser campeão desse módulo mesmo,pagar as dividas faz parte viu,com dinheiro,não com notas promissórias!!!

  2. ESTE JOSÉ BATISTA, QUE É PSEUDÔNIMO DE UM COMENTARISTA FRUSTADO, TEM MUITO PRAZO. ESTÁ TODOS OS DIAS TECENDO COMENTÁRIOS DIFAMANDO OS TIMES DE PATOS. APROVEITA O SEU TEMPO E ASSUME UM CARGO EM ALGUM TIME DE PATOS, MESMO QUE SEJA AMADOR, EM VEZ DE FICAR CRITICANDO. FALAR É MUITO FÁCIL, DIFÍCIL É AGIR.

  3. Como esses xxx são invejosos..
    O Mamoré é maior que todos.. é um time predestinado!
    espero que ano que vém o mamoré acabe com esse urt,
    Sapoooooo!

  4. José Batista, que campeonato caro hein! E quanto o baixo nivel do campeonato, voce tem toda razão!

  5. Parabéns ao Mamoré – Campeão da Terceirona Mineira.
    Deve-se observar que Fluminense, Tricordiano, Pirapora, Betim, Fabriciano, Pouso Alegre e Unitri são equipes de baixíssimo nível técnico, por isso o Mamoré encontrou muita facilidade no torneio – deve-se observar que para o Brandãozinho “0x0” é goleada.
    No futebol amador e nos torneios autônomos há equipes superiores às citadas. Para o ano que vem, se o Mamoré permanecer com esse elenco (sem se reforçar), devido à falta de dinheiro e outros quesitos, vai lutar para não voltar para a Terceirona.
    Outra coisa: gastaram mais de R$ 500 mil (“sobra” do estádio) com a Terceirona; a julgar pelas dificuldades de contratação, a Segundona deve custar o dobro, no mínimo – aonde o Mamoré vai arranjar esses recursos financeiros? Se cuide, Sandro Gaúcho e equipe – não se tem mais estádio pra vender!… Ou tem? Com a palavra as Diretorias atual e anterior…

Os comentários estão fechados.