Veterana mantém vantagem

cald1A Caldense não deixou por menos e encarou o Galo no Mineirão, na primeira partida para decisão do campeonato mineiro. Time de Léo Condé mostrou que não é por acaso que está a um ponto da conquista do título.

A Veterana, que completa 90 anos em setembro, é a única equipe invicta na competição e completou a sétima partida sem levar gol.

É um time que já mostrou todas as credenciais para chegar ao segundo título estadual diante do maior ganhador, o Atlético, com 42 conquistas.

Com uma equipe equilibrada em todos os setores, a Caldense foi aguerrida o tempo todo, forte na marcação, sem abrir mão de atacar, notadamente no primeiro tempo, criando situações em que poderia ter aberto o marcador.

O Galo, por sua vez, chegou pela primeira vez com perigo aos 32 minutos, num bate e rebate na área, com a presença de Carlos, tentando de cabeça, mas esbarrando em Rodrigo, goleiro destaque do Mineiro 2015.

Guilherme errava a maioria dos lançamentos e se mostrou numa tarde de pouca inspiração, recebendo cartão amarelo e sendo substituído no intervalo, com dores na coxa esquerda. Não era o dia do meia, que foi um dos trunfos atleticanos nas últimas partidas.

Levir Culpi errou na substituição a Guilherme escalando Tiago Ribeiro. A equipe ficou desorganizada. Luan tinha que recuar para ajudar o meio-campo e dar cobertura a Patrick, que mais uma vez, ficou devendo. Marcos Rocha continua fazendo falta. Leandro Donizete merecia uma oportunidade nesse jogo. Mais uma vez não foi o preferido do técnico. E sem capacidade de penetração, o alvi-negro arriscou chutes de longa distância, sem qualquer efeito, ainda mais contra o goleiro Rodrigo.

A Caldense não se desesperou e arrancou o zero a zero na primeira partida, continuando com a vantagem do empate para o jogo final, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha, no próximo domingo.

Cleisson Veloso Pereira teve uma boa arbitragem, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Santiago.

O Atlético, que chega à sua nona final consecutiva, vai ter que vencer o jogo para ser campeão, além de mostrar muita bola, pois a Caldense não está para brincadeira e mostrou que tem jogado com autoridade.

Mais um empate com gostinho de vitória dentro do Mineirão: na primeira fase, o Cruzeiro teve essa dissabor e agora foi a vez do Galo, que na fase classificatória perdeu dentro do Estádio Ronaldão.

Escalações

Atlético:
Victor;
Patrick, EdCarlos, Jémerson e Douglas Santos;
Rafael Carioca, Dátolo e Guilherme (Tiago Ribeiro);
Luan, Lucas Pratto e Carlos (Cárdenas).
Treinador: Levir Culpi.

Caldense:
Rodrigo;
Marcelinho, Plínio, Paulão e Rafael Estévan;
Serginho, Yuri, Tiago Azulão (Éverton Maradona) e Nadson (Tiago Ulisses);
Luís Eduardo (Cristiano) e Zambi.
Treinador: Leonardo Condé.

Público: 54.629 pagantes.

Por: www.agesporte.com.br